Sem categoria

Desesperador

Queria que fosse mentira, mas a dor é real. Às vezes dou um sorriso, saio pra dançar e as vezes até danço na chuva.

Te busco num riso, numa batida musical e no toque da chuva. Cada gota.

A verdade é que te sinto em todos os cantos, mas não te vejo e isso é desesperador.

Francielle Cordeiro. – O relato de uma saudade.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s