Viagens

Viagem para Brotas/SP


Feriado da Proclamação da Republica e aproveitamos para fazer um passeio em Brotas/SP, conhecida por oferecer passeios de aventura, como Rafting, Tirolesa, Canyoning (Rapel em caichoeiras), entre outras atividades, foi escolhida por nós para aproveitarmos o feriado visitando cachoeiras e realizando uma ou outra atividade.
Nossa aventura inicia no sábado, partimos para Brotas em torno de 10:30 da manhã, dessa vez não saímos tão cedo por que Paulo precisava deixar algumas coisas encaminhadas no trabalho.
Nosso destino em Brotas ficava a 148km e fizemos uma viagem bem tranquila. Como decidimos apenas uma semana antes de ir, precisamos buscar lugares para ficar, como é uma cidade turística, e era um final de semana prolongado, buscamos diversas pousadas, mas o preço estava um pouco salgado, ou já estavam esgotados. Buscamos no Airbnb e encontramos a casa da Sissi.
A Sissi, disponibiliza para você a parte de baixo da casa dela, onde você tem acesso ao quintal, com churrasqueira, piscina, fogão, micro-ondas, geladeira, mesas, cadeiras, varal… para ter acesso a essa área, você não precisa passar pela casa da Sissi. Único problema é que como o quarto que ela aluga fica embaixo da casa, é possível ouvir “passos no teto”. Fora isso, o lugar é ótimo, e a Sissi, muito prestativa, dando dicas do que fazer na região.
No sábado, saímos da casa da Sissi e fomos ao mercado, ocorreu que esquecemos nossa sacola térmica e acabamos precisando ir em busca de compras para os nossos cafés da manhã. Após as compras guardadas fomos ao restaurante Camillo… na hora do almoço eles serviam um serviço de buffet a self servisse, a comida era muito boa, porém fomos “enganados” com o tamanho dos pratos, pratos bem grandes e eu acabei enchendo ele rs, é preciso muita comida para encher aquele prato, porém como somos acostumados com pratos tamanho normal, parece que precisamos completar o prato para comer… Mas tudo bem… comemos tudo e em seguida fomos a Casa da Cachaça.
A Casa da Cachaça, é um ponto muito visitado por turistas, nela você encontra cachaças e licores, queijos, salames, pode comprar o café plantado, colhido, torrado e moído por eles mesmo, comprar doces, visitar um museu interno deles e provar de tudo. Vale a pena a visita, e já da para comprar lembranças e presentes para a família e os amigos.
A noite demos mais uma volta e fomos ao centro, onde tem vários barzinhos e restaurantes para aproveitar a noite. Acabamos indo a uma pizzaria, Pizzaria Supera, pedimos uma mini pizza de 4 pedaços, como exageramos no almoço, mesmo a noite ainda estávamos sem fome, e comemos apenas um pedaço cada um para levar os outros pedaços e comer no dia seguinte. Aproveitei para provar o Chopp de Brotas. A pizza estava boa, comemos e retornamos para dormir. Antes de dormir, agendamos um Rafting para a parte da manhã na agencia Aguas Radicais.
Ao acordar no domingo, percebemos ser uma manhã bem fria, e logo já enviamos uma mensagem para a agencia, perguntando se poderíamos adiar o Rafting para a parte da tarde, a agencia concordou e nosso passeio ficou para as 14:30 horas.
Como tínhamos a manhã livre, decidimos buscar por um cachoeira para conhecer, perguntando nas agencias, eles indicam vários lugares, porém todos estavam com o preço fora do nosso orçamento.
Buscamos em um guia que a Sissi deixa disponibilizado na mesa do quarto que alugamos, e lá encontramos a Cachoeira do Astor, neste local é cobrado o valor de R$ 50,00 por pessoa pelo Day Use, não sei como funciona lá, quando fomos, o atendimento não foi excelente, como se a pessoa estivesse com má vontade, porém fomos para conhecer a cachoeira e não utilizar o local. A Cachoeira do Astor é muito bonita, um paredão com uma queda d’agua incrível, a agua estava muito gelada como costuma ser em cachoeiras, mas valeu a pena entrar e ser massageado pela natureza. Se encostar na queda d’agua, mesmo gelada revigora nossa alma.
Saímos da Cachoeira do Astor e fomos almoçar bem rápido (comemos a pizza que sobrou), e fomos para o centro, em busca de um local para comprar repelente e filtro solar para o corpo, por que esquecemos… fomos para um passeio de aventura na natureza e não levamos repelente (palmface). As farmácias e as lojas de Brotas fecharam no domingo (talvez após meio dia, mas não checamos antes). Fomos ao Rafting sem protetor solar e sem repelente (algo que eles recomendam), porém com os borrachudos dessa vez não sofremos, apenas um pouco de queimadura solar. A descida no rio é muito legal e divertido, um passeio que vale a pena, e que no dia ficou R$ 115,00 por pessoa (preço com desconto do feriado, no próprio site fala de R$ 129,00 por pessoa), o rio estava baixo devido a estiagem, mesmo assim foi muito bom, e aproveitamos cada queda. Como o rio estava baixo, foi permitido em um trecho do rio, descermos do Bot e descer uma das corredeiras boiando, o que foi divertido, mesmo sem saber nadar, Francielle encarou a descida na corredeira e aprovou a aventura.
Ao fazer Rafting além de ter uma boa aventura, você ira remar com os colegas de bote para ajudar o guia, que no nosso caso foi o Nilton. Acredito que todas as agencias sejam boas, mas foi muito divertido a descida com o Nilton, ou Niltão… a agencia oferece o serviço de fotos, que são tiradas durante a descida, se você conseguir, sente na frente do bote, vai sair em mais fotos, ou caso todos queiram isso, sugira um revezamento, há momentos de aguas calmas onde acredito que conversando com o guia, poderá ser feita a troca de lugar. Como não sabíamos disso, eu fui na frente e a Francielle foi atrás… mas, pelo valor de R$ 70,00, compramos as minhas fotos rs.
Este foi um dia cansativo, chegamos em casa e comemos um queijo com vinho, e logo fomos dormir.
Segunda Feira, 15/11/2021, decidimos que antes de retornar para nossas casas em nossas cidades, poderíamos aproveitar mais um pouco de Brotas, e decidimos buscar uma nova cachoeira para conhecer.
Sissi havia comentado sobre a Cachoeira do Martello, e acabamos indo para lá… Na Cachoeira do Martello, o Day Use também é 50,00 por pessoa, neste local eles tem serviço de camping, e tem uma estrutura com um Barzinho que serve poções e bebidas, além da piscina disponível para quem acampa e quem paga o Day Use, na trilha você pode visitar duas cachoeiras, fomos apenas até a cachoeira do Martello, lá é muito importante ter repelente… a cachoeira é linda, uma queda incrível, porém os borrachudos atacam em gang lá, e não tem como ficar parado sem ter um repelente… apreciamos rápido, tiramos umas fotos e voltamos para aproveitar a piscina e comer umas porções antes de retornar.
Foi um fim de semana incrível, e mais uma vez fui grato a Deus por toda a beleza do mundo e pela companhia da Francielle.

Texto por Paulo Mantei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s