Poemas

Todo mundo vai sofrer

É, ontem foi um dia bem difícil.
Marília Mendonça.
Tenho uma admiração enorme por essa garota, mulher, mãe e ícone no meio musical.

O motivo dessa comoção?
Bom, sou do interior. Sou sertaneja de gerações. Sou a garota de suas canções Marília. Eu aprendi a superar. Eu fui o beija-flor. Eu fui a bebaça.

Me identifiquei com a Marília em cada canção por ela escrita.
Já chorei, bebi e ri muito com ela.
A energia era contagiante e a voz, nossa, a voz era de uma potência que tocava a alma.
Sua representatividade feminina inspira.
Ela era real!
Não era um produto de produção em massa. Era peça rara!

A primeira vez que parei para escrever, foi uma canção. Era a diversão minha e de minha irmã. É, eu tinha doze anos, a mesma idade que Marília começou a compôr.

Sua partida precoce deixou o Brasil abalado, estou abalada.

Queria conseguir escrever algo bonito, mas não consigo.

Descanse em paz Marília Mendonça. Estrelinha.


22/07/1995 – 05/11/2021

“Quando bater a saudade
Olhe aqui pra cima
Sabe lá no céu, aquela estrelinha
Que eu muitas vezes mostrei pra você?

Hoje é minha morada
A minha casinha
Mesmo que de longe, tão pequenininha
Ela brilha mais toda vez que te vê”

Publicidade

Um comentário em “Todo mundo vai sofrer”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s