Poemas

Me enganei

Nos momentos mais difíceis,
Nos momentos de angústia e dor,
Teus braços me aqueceram e
Teu ombro me amparou.

Perdi você
E eu sei o por quê.
Fui egoísta e não acreditei,
Mas eu tentei mudar
E acreditar
Na possibilidade de alguém me amar.

Hoje estou aqui
E me deixe falar, pois
Só vem pra te dizer
Que vou me declarar.

Depois que o amor foi embora
Notei tudo o que eu perdi.
As juras, loucuras de amor
E tudo o que você fez por mim.
Espero que não seja tarde
E que ainda exista o nós.

Passam-se os dias
E tento entender o “por quê”?
Se em toda minha vida,
Nunca pensei em você,
Mas depois dessa separação
“Tô” sem ação.

Sei que a culpa é minha.
Foi eu quem disse que nunca te amei,
Mas a verdade é que me enganei.
Me perdoe se te magoei,
Se te machuquei.

Francielle Cordeiro

Nossa, realmente não me lembro o que ocorreu na época, mas encontrei essa anotação em um caderno de 2008. Geralmente faço rabiscos nos cadernos de escola (risos), mas achei importante colocar aqui no blogue, pois alguém pode se identificar. Hoje pra mim, isso não faz sentido.

Um comentário em “Me enganei”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s