TV – Te vê

Te vê pra quê?

Te vejo de amanhã, tarde e noite,

Te vejo todo dia.

Notícia boa, notícia ruim,

Noticia de tudo “qué” jeito.

Pai mata filho, filho mata pai,

Motivo? Herança.

Enchente deixa desabrigados e desalojados de norte a sul do país.

Negro vira deus,

O mundo acabará,

Pobre criança, não viverá.

Nome de bala e gosto de ferro.

Pra quem faz a justiça lhe dou o inferno.

Tenho medo de viver,

Medo de morrer,

Medo de ter medo,

Medo de tudo,

Uma simples tela preta me faz ter medo do mundo.

Esse poema foi um trabalho sobre televisão que tivemos no último semestre do ensino médio. Uma referência sobre os acontecimentos em alta nos últimos anos que marcaram nossas memórias e que repercutiram muito nas redes televisivas como: Caso Nardoni (2008), caso Richthofen (2002), deslizamento de terra em Santa Catarina (2008) e Rio de Janeiro (2010), a posse de Barack Obama na presidência dos Estados Unidos da America, o calendário do fim do mundo em 2012 (2010- foi quando ficamos sabendo sobre o fim) e a criminalidade em todo o país que acabou com a vida de inocentes.

Francielle Cordeiro 09/2010

Anúncios

9 comentários em “TV – Te vê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s