Poemas

A gota

Transparente;
Puro;
Real e
Seu brilho fatal.

Vem lá de cima,
Dá a vida, mas também tira.
Tão pouco ao nordeste,
Desequilibra!
Família grita: “Senhor Prestes”
Caí aqui,
Socorre o sudeste!

Transparente nas consequências,

Com muitas influências.
Desmata e mata,
A mata grita: “Socorro”

Ó mãe natureza,
Perdoe nossa impureza,
Não distinguimos riquezas,
Mas a gota é certeira.

Tão pequena,
Sua transparência se suja com a poluição,
A falta de noção da humanidade
Que quer enriquecer,
Mas que pode amanhã nem amanhecer!

Francielle Cordeiro

6 comentários em “A gota”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s